Os produtos Surya Brasil são livres de diversas substâncias químicas agressivas encontradas com frequência em cosméticos sintéticos. A ausência desses elementos – muitas vezes prejudicais a saúde e que podem provocar o surgimento de diversas doenças e alergias – garante mais suavidade, saúde e segurança na utilização dos cosméticos da marca.
 
Abaixo, listamos alguns dos componentes sintéticos ausentes nas fórmulas orgânicas certificadas, entre outras linhas da Surya Brasil:

Água Oxigenada: Nos cosméticos, é utilizada para clarear os cabelos. Em grande quantidade, essa substância pode ressecar os fios e provocar irritação se entrar em contato com a pele.
 
Amônia: É usada em tinturas para abrir as cutículas dos cabelos e facilitar a penetração de corantes no fio do cabelo. O uso da amônia pode provocar queimaduras cáusticas e irritação das vias aéreas. Seu uso contínuo deixa os fios frágeis e secos, comprometendo sua resistência e elasticidade.
 
BHT: Antioxidante sintético, o BHT tem como principal função proteger a fórmula original do cosmético. Frequentemente usada na indústria farmacêutica, a substância é considerada cancerígena.
 
Chumbo e metais pesados: O chumbo compõe o corante das tinturas e é usado para escurecer os cabelos. Ele pode causar anemia e até alterações fisiológicas e de comportamento. O chumbo também é encontrado em batons. Outros metais pesados como arsênico, mercúrio, alumínio, zinco, cromo e ferro também estão presentes em pastas de clareamento dental, delineadores, esmaltes, entre outros.

Diazolidinyl Urea / Imidazolidinyl Urea: Conservantes usados em maquiagem facial, cremes para unhas e produtos diversos para cabelos e pele. Essas substâncias são grandes responsáveis por causar dermatite.
 
EDTA: O EDTA, ou Ácido Etilenodiamino Tetracético, é um agente quelante. Ele é usado para inibir o efeito de metais presentes em fórmulas. O uso do EDTA pode gerar reações de dermatite de contato e reações de hipersensibilidade cutânea.
 
Ftalatos: Grupo de compostos químicos derivados do ácido ftálico, os Ftalatos são usados frequentemente para dar mais maleabilidade ao plástico das embalagens. Os ftalatos causam uma série de problemas, entre eles danos ao fígado, rins e pulmões. Essas substâncias ainda provocam danos no sistema reprodutor masculino e são capazes de aumentar a mortalidade embrionária em mulheres grávidas.
 
Fragrâncias e corantes sintéticos: Alguns componentes químicos encontrados na composição de fragrâncias e corantes sintéticos podem apresentar elevado potencial alérgico. Ou seja, podem causar reações de hipersensibilidade cutânea.

Glúten: Conservante sintético, o Glúten pode gerar diversos tipos de reações alérgicas.

 
Guanidina: Princípio ativo que provoca alisamento capilar, a Guanidina ébastante utilizada durante escovas progressivas. Por ser bastante agressivo, o composto causa grande irritação no couro cabeludo.

Microesferas Plásticas: As Microesferas Plásticas são amplamente usadas na indústria de cosméticos como esfoliante, por ser uma solução para renovação celular. Porém, por não serem biodegradáveis, podem causar grande impacto ao serem descartadas na natureza, prejudicando, por exemplo, a fauna marinha.

 
Silicone: Sintético, o silicone é derivado da sílica. Em geral, ele é usado para melhorar a penteabilidade e a aparência dos fios. Na pele, o silicone ajuda na melhora sensorial da formulação. Mas o produto também tem efeito negativo. Em excesso, deixa o cabelo com aparência oleosa e os fios emaranhados. Por formar uma espécie de filme protetor, a substância não é removida de maneira simples, no enxague.
 
Óleo Mineral: Com origem do petróleo, o Óleo Mineral é extremamente usado na indústria de cosméticos por desempenhar função emoliente por um baixo custo. Os derivados do petróleo são comedogênicos, ou seja, obstruem poros da pele e couro cabeludo.
 
Parabenos: Os parabenos são usados como conservantes pela indústria de cosméticos e alimentícia. Essas substâncias podem ser facilmente absorvidas por pele, corrente sanguínea e sistema digestivo.
 
Perborato de Sódio: O composto químico Perborato de Sódio (PBS) é um oxidante, assim como a água oxigenada. É uma fonte de oxigênio ativo, sendo frequentemente usado para a elaboração de produtos como descorantes. É extremamente irritante para a pele.
 
Picramato de Sódio: É um corante sintético de cor vermelha. Ele é frequentemente adicionado a colorações de henna em pó e outros tipos de tinturas capilares, para intensificar a coloração. Apresenta potencial alergênico e pode gerar reações de hipersensibilidade.
 
PPD (Parafenilenodiamina): Moléculas primárias para uso em tinturas oxidativas permanentes, esses pigmentos apresentam pequena dimensão e têm capacidade para penetrar além das cutículas protetoras dos fios, atingindo o córtex, onde darão origem aos tons de fundo mais escuros como os pretos e os castanhos escuros. São extremamente irritativas ao couro cabeludo.
 
Resorcinol: Princípio ativo encontrado em loções e cremes esfoliantes que provoca lesão na pele ao mesmo tempo que limpa. A substância é altamente irritante e pode causar alergias e vermelhidões.
 
Sulfato: O Sulfato é um agente de limpeza muito usado pela indústria de cosméticos em produtos como shampoos, cremes dentais e sabonetes. Porém, a substância pode causar ressecamento de fios e pele, além de gerar potencial risco de irritação à pele.
 
Transgênicos: Os transgênicos são elementos geneticamente modificados. Essas combinações não ocorrem de maneira natural e podem gerar uma vasta lista de complicações, como danos ambientais e problemas à saúde.